quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

A novidade


Dizem por aí que quem vive só de passado é museu e eu concordo. O ser humano tem medo de mudanças, mas cá pra nós, o gostinho de novidade é excitante! Seja um novo romance, um filme que entra em cartaz na próxima sexta, o novo hit do seu ídolo, o bebê que vai nascer, o salário que caiu na conta hoje, uma mensagem no celular, a conquista e, claro, a nova amizade. Fosse o porteiro, a colega de trabalho, o cobrador no ônibus, o guarda de trânsito ou a atendente da padaria; poderiam ter sido todos eles, mas esses são sempre os menos prováveis.

Algumas amizades vão à frente porque escolhemos isso, queremos que permaneçam e isso de fato acontece. Outras na verdade aparecem mesmo como novidade, nos encantam facilmente e até quando deixam de obedecer ao imprevisível, continuam com o cheirinho de carro novo. Engraçado como sempre caímos na besteira de acreditar que conhecemos o suficiente e vivemos o necessário, se ainda temos quinze anos! Há sempre algo mais a nos ser acrescentado (se queremos isso, pouco importa). Acontece sem percebermos, quando olhamos nossa vida e "apertamos F5", ali está a novidade: mais pessoas, mais conquistas, mais necessidades que até pouco tempo eram desconhecidas. “Como consegui chegar até aqui sem antes ter passado por você, e você, e você...?!”

São novos os convívios, os lugares frequentados, as músicas na playlist, os números na agenda. Um transforma o outro, sempre pra melhor, ou logo irá passar. Se não passar é porque foi positivo e vale a pena correr o risco pra ver! Outras opiniões, mais discussões pra somar à lista e cá estamos nós, mais uma vez acreditando que já conhecemos o suficiente, vivemos o necessário e ainda temos vinte anos! Isso pode ser a vontade de estar junto. Pode ser o medo de perder. Pode ser a certeza de que daqui a pouco estarei escrevendo qualquer coisa sobre outras novidades e elas serão sim, até determinado tempo. Depois disso terei muito mais o que contar e voltar nos dias de hoje contando histórias que amanhã estarão desatualizadas, mas quem se importa?!


Ps: Aos novos, obrigada por terem aparecido em minha vida! Sou completamente apaixonada pela amizade de vocês e tá, isso não é nenhuma novidade, rs!

2 comentários:

Tatiana disse...

Obrigado você, por ter entrado na minha vida com esse sorriso tão bonito e brilhante e ter trago tanta alegria e felicidade.
Não falo pelos outros, mas acho que não sou a única a pensar assim, alegria. rs

Beijão, anjo!

Lara Goulart. disse...

Tati,
você é uma flor!

Este post é mesmo muito verdadeiro e a nossa recente, mas não menos importante amizade está retratada ali nas entrelinhas. Que bom que isso não passou despercebido, fico feliz que tenha conseguido atingir quem eu queria de fato.

Agradeço sim, porque quem chegou do nada fui eu... E ainda assim fui acolhida da melhor forma por pessoas que não precisaram de muito para tornarem-se especiais. Claro, você é uma delas!!

Obrigada pelo carinho!! Ele é recíproco e muuuuito sincero. x}