quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Às palavras do muro...

Namastê [(como diriam - meus mais novos companheiros de monotonia - personagens da novela das 20h, 21h ou 22h, sei lá) cada dia a globo me faz dormir mais tarde]!
Estou afim de fazer algo diferente, inovar um pouco isso aqui!
Decidi publicar tudo o que me der na telha...
E hoje, em especial, senti vontade de ressaltar um ícone fantástico e exemplar que foi Profeta Gentileza.


Como diria Marisa:
"[...]Nós, que passamos apressados
pelas ruas da cidade, merecemos ler as letras
e as palavras de Gentileza."


Bom... Minha admiração por esse nome surgiu assim que conheci os viadutos do Rio e neles, as palavras humildes, com erros, poucas cores [(basicamente branco, verde, amarelo e azul) algo bastante brasileiro], mas uma verdade indescritível; indescritível para mim, claro... Porque Gentileza poderia falhar na escrita, mas suas verdades são até hoje claras e absolutamente corretas!

De admiradora, logo virei sua "seguidora" - digamos assim - já que ao conhecer a poesia (que de imediato fora transformada em música) de Marisa Monte relatando a triste cena em que ela se deparou com os muros sem "as letras e as palavras de Gentileza", me interessei por conhecer também o autor de tamanha dedicação e preocupação para com as pessoas e com os sentimentos que realmente importam.

A música retrata bem a indignação da compositora que não esperou muito para produzi-la em um CD cheio de novidades e histórias bem contadas através dos acordes e dos sonetos por trás deles. Onde, com a cara e a coragem protestou os muros que antes foram o cenário e a tela para os "quadros" valiosos que Gentileza proporcionou para que, por alguns instantes, esquecêssemos o triste "plano de fundo" : a violência no Rio de Janeiro!

Vou deixar aqui um curta maneiríssimo com dedicatória à esse mito, que deveria ser lembrado sempre! Um exemplo a ser seguido e defendido não só em letras de música ou fotografias de viadutos...

E Marisa?! Bom... Depois disso, ela ganhou outras mil estrelhinhas comigo - que já a admirava pela voz e pela musicalidade - mas que depois de tamanha iniciativa se tornou a prova de que valeu mesmo a pena o nosso humilde andarilho gastar suor e tinta em seus dias de vida para que até após sua morte, pessoas aprendessem e repetissem a dose por um lugar melhor e mais humano pra se viver!




Marisa causou polêmica...
Pois GENTILEZA marcou história!!!

"Por isso, eu pergunto à você no mundo,
se é mais inteligente o livro ou a sabedoria!
O mundo é uma escola, a vida é mesmo um círculo...
Amor, palavra que liberta.
Já dizia o profeta!"


Mais sobre o Profeta Gentileza e projetos dedicados à sua história, aqui!


5 comentários:

Camila disse...

Gostei muito, Lara!
Gentileza é artigo raro no mundo hoje em dia.
Que possamos ser sempre mais gentis!
Belo post.
Um beijo grande

Franciele Schaefer disse...

Adorei o blog! Sem dúvida alguma, retornarei, e lerei teus textos, que por sinal, são muito bons!

Beijo!

Lid =) disse...

Pois é, preciso mesmo atualizar, e vou!
Com novidades!! :D


Gostei do seu post e acho que o que falta ao mundo e aos habitantes é gentileza...

beijos, tantos........

Cadinho RoCo disse...

Pessoas como o Gentileza fazem a diferença.
Cadinho RoCo

Cristina Perdigão disse...

Oi! Conheci seu blog porque, no coral que canto, o maestro nos presenteou com esta música gentileza de Marisa Monte. Daí resolvi pesquisar e deparei com seus comentários e pude conhecer o Profeta Gentileza. Tomei a liberdade e postei no meu facebook o que você disse:"Loreta". Jornalista diplomada, respiro música! Se não fosse um ser humano, com certeza seria um rádio." Amei!